“A Grande Batalha da Gardunha” vai animar Castelo Novo

Durante os dias 27, 28 e 29 de julho a aldeia histórica de Castelo Novo vai encher-se de cultura e animação.

O sexto evento do ciclo “12 em Rede | Aldeias em Festa”, promovido pelas Aldeias Históricas de Portugal, tem como tema “A Grande Batalha da Gardunha”, que durante todo o ano leva a cultura e a animação às 12 Aldeias Históricas de Portugal.

De 27 a 29 de julho, a aldeia histórica de Castelo Novo, no concelho do Fundão, vai oferecer um programa repleto de atrações e o tema principal são acontecimentos sobrenaturais, enraizados no imaginário popular dos habitantes da Serra da Gardunha.

Os visitantes vão ter a oportunidade de desfrutar da aldeia e de conviver com as suas gentes, numa descoberta de tradições seculares.

Este evento vai presentear o público com os mais variados momentos, tais como: convívios gastronómicos, descoberta do património, recriações ao vivo, teatro comunitário, visitas guiadas, mercados ou oficinas e muita animação musical.

O mote principal para a festa que vai decorrer na Aldeia Histórica de Castelo Novo, de 27 a 29 de julho é a grande batalha travada na Serra da Gardunha, entre seres extraterrestres… luzes misteriosas que surgem no céu e a grande velocidade…

A Serra da Gardunha, uma das mais importantes elevações de Portugal, é um local único, envolto em misticismo e palco de fenómenos misteriosos que alimentam as lendas locais.

São comuns, na aldeia histórica de Castelo Novo e nas aldeias envolventes, os relatos de avistamentos de objetos celestes, sendo um dos locais preferenciais pelos especialistas do fenómeno OVNI para as suas investigações.

Histórias com luzes misteriosas que surgem no céu e a grande velocidade, seres humanoides e objetos voadores fazem parte dos testemunhos de gentes que habitam ou habitaram as aldeias da Gardunha, alimentando há séculos a ideia de que esta é uma zona visitada por seres extraterrestres e que será, até, palco de batalhas de objetos voadores.

São ainda frequentes, nos dias de hoje, as expedições até à Penha para a observação destes fenómenos insólitos.

Estes relatos populares são a inspiração para “A Grande Batalha da Gardunha”. Mas será que a Batalha vai mesmo acontecer? Será que o inimigo vai aparecer? Será que ele existe mesmo? Visite Castelo Novo entre os dias 27 e 29 de julho e venha descobrir por si mesmo o enredo desta grande festa.

A entrada é gratuita.

Programa completo do evento “A Grande Batalha da Gardunha”:

Sexta, 27 de julho
17h00 – Visitas Guiadas: visita orientada por guia da comunidade
22h00 – Concerto na Igreja Matriz de Castelo Novo: “Amor Fati: The Love of One’s Fate”. Por Evmorfia Mctaxaki, soprano (Grécia); e Helena Raposo, alaúde, guitarra barroca e tiorba (Portugal).

Sábado, 28 de julho
10h30 – Experiências Orientadas: Aprenda a Fazer Coscoreis. Experiência orientada por Ana Catarina.
11h00 — Visita Orientada no Campo Arqueológico do Ervedal: Termas Romanas do Ervedal. Orientada pelo Museu Arqueológico Municipal José Alves Monteiro (saída em autocarro do Largo da Bica, Castelo Novo).
13h00 – Gastronomia: Almoço Campestre, confecionado pelo restaurante O Lagarto.
15h00 – Concerto na Igreja Matriz de Castelo Novo: Concerto Final do Early Music Summer Camp 2018.
17h30 – Concerto na Igreja Matriz de Castelo Novo: “Canto Arpeggiato – Giovanni Girolamo Kapsberger & Bellerofonte Castaldi”. Por Ricardo Leitão Pedro, voz, tiorba e guitarra barroca (Portugal).
18h00 – Mercado Bioeco: venda de produtos agrícolas locais.
18h00 – Experiências Orientadas: Os Segredos do Enchido. Experiência orientada por Marcelino.
18h30 – Experiências Orientadas: Aprenda a Fazer o Pão no Forno. Experiência orientada por Leopoldina Ramos.
20h00 – Gastronomia: O Jantar Comunitário da Batalha.
22h00 — Teatro Comunitário: “A Grande Batalha da Gardunha”. Teatro comunitário de criação e autoria de Nuno Pino Custódio, a partir do imaginário de Castelo Novo.

Domingo, 29 de julho
10h00 – Mercado Bioeco: venda de produtos agrícolas locais.
10h00 – Experiências Orientadas: Aprenda a Fazer Queijo. Experiência orientada por Fernanda Duarte.
11h00 — Música, Conversa e Pequeno-Almoço: A Viola Beiroa. Com o investigador, professor, compositor e músico Miguel Carvalhinho.
16h00 – Concerto na Igreja Matriz de Castelo Novo: Recital Solo com a Cítara Portuguesa – XVI a XX. Por Pedro Caldeira Cabral

Esta é uma iniciativa das Aldeias Históricas de Portugal e do Município do Fundão, apoiada pelo Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Para mais informações e pré-inscrições, aceder aqui.



Conteúdo Recomendado