14 incêndios ativos no distrito da Guarda

Mais de 300 bombeiros estão hoje a combater 14 incêndios florestais no distrito da Guarda.

Mais de 1.000 bombeiros estão hoje a combater oito incêndios florestais nos distritos de Aveiro, Braga, Guarda, Viana do Castelo e Viseu, de acordo com informação disponibilizada pela Autoridade de Proteção Civil (ANPC) às 17:00 no seu ‘site’.
A Proteção Civil considera como “ocorrências importantes” oito incêndios rurais que decorrem nos concelhos de Arouca, Águeda, Trancoso, Barcelos, Cinfães, Vila Nova de Cerveira, Gouveia e Estarreja.
No concelho de Águeda, no distrito de Aveiro, encontram-se 306 elementos, 97 meios terrestres e dois aéreos a combater um incêndio florestal que deflagrou cerca das 04:00 de hoje.
Este era o incêndio que mobilizava mais recursos às 17:00.
Desde sábado ao final da tarde lavra no concelho de Arouca, no distrito de Aveiro, um fogo que conta com 267 operacionais, apoiados por 87 meios terrestres e dois aéreos. As chamas alastraram-se entretanto ao município de Vale de Cambra.
No concelho de Barcelos, no distrito de Braga, estão 161 elementos, 56 viaturas e dois meios aéreos a combater um incêndio numa zona de mato.
O fogo que decorre no concelho de Trancoso, no distrito da Guarda, mobiliza 128 operacionais e 37 meios terrestres, de acordo com a ANPC.
O combate às chamas numa zona florestal do concelho de Cinfães, no distrito de Viseu, mobiliza 93 bombeiros e 19 meios terrestres.
Em Vila Nova de Cerveira, no distrito de Viana do Castelo, o fogo numa zona de mato mobiliza 63 operacionais, 28 meios terrestres e um aéreo.
O incêndio rural que menos meios mobiliza – de entre os mais significativos – decorre no concelho de Estarreja, no distrito de Aveiro, com 58 bombeiros e 20 viaturas.
A Proteção Civil destaca na página como “ocorrências importantes” os fogos com duração superior a três horas e com mais de 15 meios de proteção e socorro envolvidos.




Conteúdo Recomendado