A iniciativa, que irá decorrer no próximo sábado, dia 14, surge no âmbito do ciclo de eventos promovida pela Aldeias Históricas de Portugal, que tem como intuito identificar uma personagem, uma lenda ou um facto histórico, ligado a cada uma das aldeias, e a partir daí, é construído um programa com a duração, de pelo menos 2 dias.

Idanha-a-Velha recria lenda do Rei Vamba

Início: 2017-10-14 06:00:00
Fim: 2017-10-15 00:00:00
Local do Evento: Idanha-a-Velha
Entidade Promotora: Aldeias Históricas de Portugal
Concelho: Idanha-a-Nova,

Nos dias 14 e 15 de outubro, o lendário Rei Vamba e o saboroso Casqueiro, ícone da gastronomia regional, protagonizam mais um momento do ciclo de eventos oficiais das Aldeias Históricas de Portugal, sobre o tema “Nas Terras do Rei Vamba… Há Casqueiro!”. Haverá animação de rua, música ao vivo, workshops, visitas temáticas, expositores de pão, artesanato e outros produtos regionais, que têm por cenário a Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha.

Com uma forte componente histórica e o apelo dos melhores sabores regionais, o evento propõe dois dias de animação e descoberta da antiga Egitânia, hoje Aldeia Histórica de Idanha-a-Velha, que terá sido o berço do célebre rei visigodo do século VII.


12 EM REDE – ALDEIAS EM FESTA

O ciclo de eventos 12 EM REDE – ALDEIAS EM FESTA surge da necessidade de se constituir um calendário permanente de animação nas Aldeias Históricas de Portugal (AHP) que crie atratividade e notoriedade ao território ao longo de todo o ano. 12 EM REDE – ALDEIAS EM FESTA ancora-se no conceito rede, com programação única e exclusiva a partir de uma matriz comum, que sugere um percurso e experiência imersiva na vida das Aldeias, na sua História, estórias, património físico e simbólico.

É explorada uma temática pertença da vida de cada Aldeia, por isso única e irrepetível, a partir da qual se constrói uma narrativa que visa potenciar o seu património histórico e cultural, quer na sua dimensão física e arquitetónica, quer, em particular, na força e riqueza das suas expressões imateriais (atividades, técnicas, tradições, costumes), visando um forte contributo para a criação de novos e renovados produtos turísticos e para a valorização de produtos locais.

Um conjunto de 12 eventos ligados por um calendário comum, uma linguagem de comunicação única, 12 Aldeias Históricas, a identidade histórico/cultural, um programa de hospitalidade e uma metodologia de trabalho coletiva, atributos que caracterizam este Ciclo de Eventos que pretende marcar a diferença na oferta cultural existente no domínio nacional.

A partir de uma expressão imaterial e simbólica (uma personagem, um facto histórico, uma lenda, uma tradição, um saber) é construído um programa de, no mínimo, dois dias de iniciativas, capazes de gerar experiências que perdurem na memória dos visitantes e da comunidade.

Esta iniciativa é financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através, designadamente, dos programas Centro 2020 (Programa Operacional Regional do Centro), via Portugal 2020, e através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).