Lançamento oficial do projeto “7 Maravilhas de Portugal – Aldeias” realizou-se no Piódão

A iniciativa 7 Maravilhas de Portugal está de regresso, desta feita com enfoque nas Aldeias de Portugal, cuja televisão oficial será novamente a RTP.

http://www.cm-arganil.pt/wp-content/uploads/2017/02/IMG_8549-1024x682.jpg

O lançamento do projeto decorreu no passado dia 7 de fevereiro na Aldeia Histórica de Piódão, Arganil, aldeia candidata em 5 das 7 categorias a concurso, numa conferência de imprensa realizada no espaço do Inatel Piódão Hotel, presidida pelo Ministro-adjunto, Eduardo Cabrita.

No decorrer da conferência, na qual foi lançada a imagem do projeto criada pela agência de branding Ivity, Eduardo Cabrita sublinhou: “este projeto insere-se na missão do governo de puxar militantemente pelo potencial do interior do país, no quadro daquilo que é uma prioridade, que é a valorização do território. Queremos olhar para estes espaços não de forma fatalista ou melancólica, de paisagens lindas às quais vamos recarregar baterias, mas como espaços de futuro, de oportunidade, de iniciativa, de ideias”.

Ricardo Pereira Alves, Presidente da Câmara Municipal de Arganil que acabou por referir que Arganil candidatará, à semelhança de Piódão, outras 9 aldeias do concelho, começou por contar algumas curiosidades sobre a aldeia, no que concerne principalmente à sua história referindo que: “Piódão sempre foi um local de acontecimentos importantes, como este que estamos aqui hoje a viver: o lançamento das 7 Maravilhas das Aldeias de Portugal, uma iniciativa importante que altera um paradigma. Ricardo Pereira Alves frisou a importância desta iniciativa no sentido de que: “deixamos de ter uma visão das aldeias como um problema e passamos a vê-las como uma oportunidade. As aldeias de Portugal têm bons exemplos para dar e se constituir como verdadeiro ativo para o país.” E porque “a autenticidade e genuinidade inspiram inovação, diferenciação e experiência”, palavras do Presidente da Câmara, continuou referindo que “é uma honra para o concelho receber este lançamento e receber tão ilustres entidades, personificadas no Ministro-adjunto, que tem uma especial atenção para com as regiões de baixa densidade e naturalmente está empenhado, junto das autarquias e atores do território, em fazer com que estas aldeias estejam ao serviço do país e sejam para ele uma mais-valia”. Ricardo Pereira Alves terminou a intervenção assumindo que “temos assim o papel ativo na construção de um novo paradigma de sucesso para Portugal, alicerçado nas suas aldeias, naquilo que é a sua identidade, naquilo que é a sua história, mas sobretudo naquilo que é a sua ponte para o futuro”.

Luis Segadães, presidente do projeto 7 Maravilhas faz um balanço positivo da parceria com a RTP, referindo que este tem sido e é “um parceiro essencial no sucesso da marca”, reforçando o “envolvimento que tanto a informação como a programação têm dado ao projeto”.

O diretor de programas da RTP, Daniel Deusdado, referindo-se às sete galas em direto que serão emitidas pela RTP, entre 9 de julho e 20 de agosto, frisou que programá-las ao domingo à noite, “permite promover o país fantástico que temos junto de milhões de telespectadores em todo o mundo”.

Estiveram ainda nesta conferência de imprensa, Filipe Silva do Turismo de Portugal, Carlos Coelho, co-fundador da agência Ivity e os apresentadores Catarina Furtado e José Carlos Malato, que voltam a ser os rostos da estação associados à iniciativa e apresentadores das galas.

Entre o público destacou-se a presença de Pedro Machado, Presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro; o Presidente do Conselho de Administração da Fundação Inatel, Francisco Madelino; a Coordenadora da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, Helena Freitas; representantes da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR); do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF); alguns autarcas, nomeadamente dos municípios de Tábua, Oliveira do Hospital, Miranda do Corvo, Condeixa, Góis, Odemira, Mortágua e Figueira da Foz (também presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra – CIM RC) e vários dirigentes de associações de desenvolvimento local de todo o país.

As candidaturas para concorrer às “7 Maravilhas de Portugal – Aldeias” termina em 7 de março, estando neste momento, segundo Luis Segadães, mais de 100 aldeias inscritas. As aldeias podem candidatar-se em 7 categorias sendo elas: Aldeias-Monumento; Aldeias de Mar; Aldeias Ribeirinhas; Aldeias Rurais; Aldeias Remotas; Aldeias Autênticas; e Aldeias em Áreas Protegidas.

Com as 49 aldeias pré-finalistas a serem reveladas a 7 de abril e as votações a arrancarem a 1 de julho, as galas, transmitidas pela RTP, terão início a 9 de julho e as restantes realizar-se-ão sempre ao domingo à noite, até 20 de agosto, onde serão conhecidos os 14 finalistas. A gala final decorre a 3 de setembro.



Artigos Relacionados / Pub