Queda de neve antecipa regresso a casa de alunos da Guarda

Os alunos dos agrupamentos escolares da cidade da Guarda regressaram hoje a casa mais cedo, devido à queda de neve, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil Municipal.

Segundo o vereador Sérgio Costa, do Serviço Municipal de Proteção Civil da Guarda, os agrupamentos escolares da cidade mais alta do país, após “aconselhamento”, decidiram encerrar as escolas mais cedo.

A direção do Agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque publicou uma nota na sua página na internet a informar que, após “indicação da Proteção Civil Municipal, as atividades letivas” de hoje encerravam pelas 15h15.

“Os alunos que utilizam transportes da Câmara Municipal da Guarda devem deslocar-se para os mesmos, por forma a chegarem ao local pelas 16h00 horas (hora de partida dos transportes)” explicava a mesma nota.

Pelas 16h20, altura em que nevava com alguma intensidade na cidade, o vereador Sérgio Costa disse à Lusa que o transporte dos alunos das escolas para as suas casas estava a decorrer.

“A decisão dos agrupamentos foi encerrar mais cedo e, naturalmente, os transportes foram acionados e, neste momento, está a ser feito o transporte das crianças para as suas casas, quer pelas empresas de transportes, quer pelos transportes escolares a cargo do município”, declarou.

O autarca explicou que após a decisão do Agrupamento de Escolas Afonso de Albuquerque os transportes escolares da autarquia “foram para a rua e acabou por haver um contágio e está tudo a ser antecipado”.

Nas ruas da cidade da Guarda o Serviço Municipal de Proteção Civil mantém oito viaturas para espalhamento de sal e um total de 20 homens do município, dos Bombeiros Voluntários locais e dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS), segundo o responsável.



Artigos Relacionados / Pub