Gouveia realiza obras no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano

A Câmara Municipal de Gouveia iniciou as obras de requalificação da cidade, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), que contempla um investimento global de 7,2 milhões de euros, anunciou hoje o seu presidente.

Segundo o autarca Luís Tadeu, o PEDU de Gouveia vai ser desenvolvido em duas fases e abrange, entre outras intervenções, os projetos de reabilitação do Mercado Municipal, de reconversão da antiga fábrica Bellino & Bellino e a reabilitação do espaço envolvente.

A primeira fase da intervenção, realizada no âmbito do Portugal 2020, iniciada com as obras de requalificação da rua da Cardia, no centro da cidade, representa um investimento no valor de 2,9 milhões de euros.

Compreende a requalificação do Mercado Municipal, a primeira fase da intervenção na antiga fábrica Bellino & Bellino, a requalificação da rua da Cardia, do Bairro do Castelo, da Central de Camionagem e de uma zona de habitação social.

Luís Tadeu reconhece que o PEDU representa para a cidade de Gouveia, na Serra da Estrela, distrito da Guarda, “uma possibilidade muito interessante de requalificar áreas que há muito tempo eram ansiadas”, como é o caso do Mercado Municipal e do complexo da antiga fábrica.

O autarca vaticina que, quando as obras de requalificação estiveram concluídas, vai ser possível “melhorar a qualidade” de vida dos habitantes de Gouveia “com a criação de postos de trabalho”, uma vez que num dos pavilhões da antiga fábrica têxtil Bellino & Bellino vai ser instalada uma incubadora de empresas.

A reconversão da antiga unidade fabril contempla a disponibilização das condições necessárias para a criação de uma incubadora de empresas, onde serão construídos 12 espaços modulares, uma área comum, uma área destinada a formação e ainda uma área de exposições, anuncia o município.

A intervenção prevista para o Mercado Municipal prevê a requalificação total do edifício e a criação de 11 espaços para associações, um bar, 80 bancas de mercado diário e 18 lojas, entre outras áreas.

Quanto à reabilitação do espaço envolvente da antiga fábrica têxtil, na zona da denominada Ribeira de Gouveia, envolve a demolição de 15 edifícios, a implementação de espaços verdes, a criação de 38 lugares de estacionamento e de diversas áreas de lazer.

Naquele espaço será ainda construído um parque radical e um anfiteatro com capacidade para 160 lugares sentados.

Na segunda fase do PEDU de Gouveia está contemplada a reabilitação do maior pavilhão da fábrica têxtil Bellino & Bellino, que “vai ser um pavilhão multiusos com estacionamento coberto”, referiu o autarca Luís Tadeu.



Artigos Relacionados / Pub