Câmara de Proença-a-Nova planta mil medronheiros em antigo eucaliptal

A Câmara de Proença-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, vai plantar mil medronheiros num terreno recentemente adquirido pela autarquia junto ao aeródromo municipal nas Moitas.

«Comprámos este terreno por estar dentro do cone de aproximação ou descolagem das aeronaves e por incrementar a segurança da operação do aeródromo», refere em comunicado o presidente do município, João Lobo.

Explica ainda que o eucaliptal existente naquele terreno foi cortado: «agora vamos plantar medronheiros, uma planta autóctone que deve ser uma das apostas a fazer pelo nosso território, tendo em conta que contribui para a gestão florestal e pode ser um importante complemento de riqueza aos seus proprietários».

O autarca sublinha que o país, no seu conjunto, não teve, até hoje, políticas públicas articuladas entre os diversos setores e ministérios que deem resposta aos desafios do ordenamento florestal.

«Dessa forma, é o país que não tem tirado a riqueza que a floresta fornece, desde o coberto do solo até à copa», frisou.



Artigos Relacionados / Pub