Alexandre Coxo vence Prémio de Pintura Abel Manta 2017

O artista plástico Alexandre Coxo, que vive e trabalha no Porto, é o vencedor do Prémio Abel Manta de Pintura 2017, com a obra “Tiro, 2015”, anunciou hoje a Câmara Municipal de Gouveia.

O prémio, com um valor monetário de 5.000 euros, que vai na sétima edição, é uma iniciativa do município de Gouveia e com o qual pretende valorizar as artes plásticas e os artistas nacionais, proporcionando a apresentação pública dos seus trabalhos.

À edição deste ano, lançada no dia 01 de fevereiro, concorreram 84 obras de 60 artistas, segundo a fonte.

O júri constituído pela arquiteta Isabel Manta, neta do pintor Abel Manta, pela artista plástica Mónica Nogueira e pelo arquiteto Raimundo Aires, em representação do Município de Gouveia, seleccionou ainda 13 obras de 10 artistas, que vão estar em exposição no Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta, adianta a nota.

A fonte refere que a entrega do Prémio Abel Manta de Pintura 2017 e a inauguração da exposição vão decorrer no início das Festas do Senhor do Calvário, no mês de agosto.

A autarquia de Gouveia indica ainda que o artista plástico vencedor da edição deste ano, Alexandre Coxo, natural de Matosinhos, vive e trabalha no Porto, é licenciado em Pintura e tem mestrado em Medicina Veterinária.

O artista expõe regularmente desde 2012 em mostras individuais e coletivas em Portugal e no estrangeiro, salienta.

O Prémio Abel Manta de Pintura foi lançado pela autarquia de Gouveia, no distrito da Guarda, em 2007, por ocasião do 25.º aniversário da morte do pintor, com o objetivo de “promover artistas plásticos nacionais, proporcionando a apresentação pública dos seus trabalhos e valorizando as Artes Plásticas como elemento chave da programação cultural do Município”.

O pintor Abel Manta nasceu em Gouveia a 12 de outubro de 1888 e faleceu em Lisboa no dia 09 de agosto de 1982.

Em Gouveia, existe o Museu Municipal de Arte Moderna Abel Manta, que ocupa um edifício setecentista, o antigo Solar dos Condes de Vinhó e Almedina, patrocinadores dos estudos artísticos do artista.

O espaço museológico é composto por sete salas de exposição permanente e uma de exposições temporárias, biblioteca de artes, serviços educativos, receção e loja.

Segundo a autarquia de Gouveia, o museu alberga o núcleo da obra de Abel Manta, só por si merecedora de uma visita demorada, à qual se juntam trabalhos de ilustres mestres como Vieira da Silva, Joaquim Rodrigo, Júlio Resende, Júlio Pomar, Menêz e Paula Rego.



Artigos Relacionados / Pub