Castelo de Alfaiates

0
Castelo de Alfaiates

O Castelo de Alfaiates localiza-se na povoação e freguesia de mesmo nome, concelho de Sabugal. Embora erguido em área de planalto, do alto de suas muralhas avistam-se as terras agrestes de Ribacôa e o rio Côa, que atravessa o concelho, permitindo o turismo recreativo e desportivo, em particular a pesca de trutas.

Apresentação

O Castelo de Alfaiates localiza-se na povoação e freguesia de mesmo nome, concelho de Sabugal, distrito da Guarda, em Portugal. O Castelo de Alfaiates, parece ter a sua origem em fins do século XII, depois da tomada desta região aos mouros, por Afonso X, de Leão e terá sido reedificado por D. Dinis, no século seguinte.   Em Alfaiates terá decorrido em 1328, o casamento da princesa D. Maria de Portugal, filha de D. Afonso IV, com Afonso XI de Castela.   No reinado de D. Manuel I, é iniciada a construção de novas defesas, já prevendo o uso de artilharia, que não chegou a ser concluída. Na época das invasões francesas, este castelo ainda serviu de aquartelamento às tropas portuguesas e inglesas.   Com a perda do interesse militar, o interior do castelo chegou a funcionar, até meados do século XX, como cemitério, as muralhas da vila foram demolidas e a pedra aproveitada para a construção do hospital. Embora erguido em área de planalto, a colina onde assenta, tornou-o num estratégico e importante ponto avançado na defesa da fronteira, em conjunto com a fortaleza de Almeida controlavam um vasto território. Durante a Guerra da Restauração da Independência (1640) desempenhou um papel determinante na defesa nacional, sendo considerado uma das Chaves do Reino, à semelhança de Almeida e Elvas. Hoje em dia é o maior ponto turístico da região, do alto de suas muralhas avistam-se as terras agrestes de Riba-côa e o Rio Côa, que atravessa o Concelho é importante atracção turística da região, permitindo o turismo recreativo e desportivo, em particular a pesca de trutas.




Acompanhe toda a atualidade da Região! Subscreva a nossa newsletter.